10 PASSOS PARA UM VÍDEO DE SUCESSO

Um vídeo empresarial vai muito além do institucional.
Existem inúmeras estratégias que podem ser adotadas no vídeo de sua empresa, além de poder utilizar inúmeros recursos distintos em sua criação. Porém, há um fluxo de trabalho que pode e deve ser previsto assim que for definido este tipo de investimento.

 

O PLANEJAMENTO É UMA DAS MELHORES ATITUDES EM RELAÇÃO A SEU VÍDEO EMPRESARIAL
Abaixo você encontra 10 dicas importantes, em ordem cronológica de decisão, que devem ser observadas ao ser criar um vídeo para uma empresa.

 

1. DEFINA O OBJETIVO DO VÍDEO:
Pergunte a sua equipe: por que queremos criar este vídeo? Qual resultado esperamos?

Dependendo de cada objetivo, podem ser tomadas decisões muito diferentes. Por exemplo, para um vídeo interno de integração de novos funcionários pode-se trabalhar com um equipamento DSRL padrão. Entretanto, se o vídeo for para clientes, talvez seja importante investir um pouco mais e contar câmeras idênticas as utilizadas em publicidade e cinema digital.

Também procure definir o resultado que espera deste investimento: Aumento das vendas? Redução de custos? Otimização de trabalho do departamento pessoal? Melhorar o suporte no pós-venda? Estimular o público interno? Divulgar ações sociais da empresa? Para cada objetivo há uma estratégia diferente.

É importante ser o mais objetivo possível. Evite definições que deem margem a interpretações, como “apresentar a empresa”. Afinal, apresentar para quê? Apresentar para aumentar as vendas? Apresentar para integração de novos funcionários? Apresentar para divulgar ações sociais? Perceba que “apresentar a empresa” pode assumir conotações bem distintas dependendo de cada caso.

Procure ser bem objetivo e específico na definição do que se espera com o vídeo de sua empresa. Quanto mais objetivo for o vídeo, maior o impacto ele terá sobre a audiência.

 

2. DEFINA SEU PÚBLICO ALVO:
Pergunte a sua equipe: Quem irá assistir a este vídeo? O que queremos que ele pense ao final da exibição?

Conhecer com quem estamos lidando é fundamental para a criação de um vídeo eficiente. Estamos apresentado a um cliente? A um colaborador? Um visitante? Um parceiro?

É fundamental detalhar o perfil o máximo que pudermos, como o ambiente e costumes: o público alvo são engenheiros em busca de inovações tecnológicas? Ou compradores industriais em busca de preço? São diretores de grandes multinacionais? Ou trabalhadores da construção civil?

Não tenha receio de definir mais de um público alvo, entretanto procure colocar uma ordem de prioridade. Por exemplo, um vídeo de treinamento pode ter como público-alvo os atuais clientes da empresa, ajudando no pós-vendas. Entretanto também pode ter os colaboradores como público alvo e fazer parte de um treinamento interno. Neste caso defina qual público alvo irá trazer maior retorno: o cliente externo ou os público interno. Assim vale para outros casos nas quais existam mais de um público alvo.

Detalhe o público alvo também de acordo com o que é valorizados por cada um deles: engenheiros que valorizam inovações tenológicas, compradores industriais que procuram produtos certificados, diretores pesquisando potenciais parceiros, trabalhadores da construção civil em busca de conhecimento.

 

3. PLANEJE A DISTRIBUIÇÃO E EXIBIÇÃO:
Pergunte a sua equipe: Onde, como e porque nosso público alvo vai se dispor a assistir ao filme?

Existem ações que podem ser tomadas de modo a se certificar que seu público alvo será atingido pelo filme a ser criado.

Para clientes e o público externo, o melhor local de exibição normalmente é no seu website. Para clientes internos depende de cada caso, mas talvez ainda seu website seja um bom canal de divulgação.

Portanto, como toda ação on-line, ela deve estar integrada as suas estratégias de SEO (Search Engine Optimization). O vídeo em si já é de grande ajuda para as buscas e ranqueamento de seu site, pois ele mantém o público-alvo por mais tempo na página. Entretanto podem ser analisadas estratégias específicas para buscas do vídeo, possibilitadas pelo YouTube, por exemplo, e links patrocinados.

Embora o vídeo on-line seja onipresente hoje em dia, não deixe de lado mídia tradicionais, como DVDs e CDs. Eles são úteis principalmente quando o público é mais tradicional, de mais idade, e ainda encontra alguma restrição com exibição on-line (acredite, existe um porcentual considerável em determinados segmentos de mercado). Mídias como Pen-Drives também funcionam muito bem caso sua empresa tenha a cultura de distribuir brindes a seus clientes e funcionários.

E quem sabe criar uma versão de 30″ para a TV? TVs por assinatura tem programas com preços acessíveis e direcionados a nichos específicos. Por exemplo programas de esportes e programas adultos costumam ter em sua audiência um público com ensino superior, altamente qualificado. Não custa nada pesquisar.

Seja como for, todo planejamento de exibição de um vídeo empresarial deve estar centrado na exibição on-line. É neste ambiente que sua empresa terá os melhores retornos. Os demais canais de exibição ajudarão a complementar esta estratégia.

Quer mais informações?
Vamos conversar?

Leave a Reply: